ENEM 2019 exigirá média de 600 pontos

ENEM 2019 exigirá média de 600 pontos

No dia 1º de janeiro de 2019, foi empossado no novo Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, colombiano naturalizado brasileiro, doutor em Filosofia pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro. Em seus primeiros pronunciamentos, o novo ministro prometeu combater a ideologia de gênero nas escolas, defender os valores culturais, da família, da igreja e da vida social.

O MEC, sob a gestão do novo Ministro, eliminará pautas nocivas ao ensino e combaterá o marxismo cultural presente nas instituições de ensino.

Em relação à prova do ENEM, conteúdos relacionadas à diversidade social e de gênero deverão ser evitados nas questões objetivas e na prova de redação. Nos últimos anos, para concorrer a uma vaga pelo SiSU, Prouni e FIES o candidato precisa não zerar na prova de redação e acumular média mínima de 450 pontos na prova do ENEM, as regras para pontuação na prova de redação e da média poderão sofrer alterações a partir do ENEM 2019 para elevar a meritocracia do estudante.

A nova secretaria do MEC responsável pelos conteúdos e regras da prova do ENEM pretende, a partir do mês de fevereiro de 2019, elaborar um novo projeto para o ENEM, cuja prova poderá sofrer alterações em sua periodicidade, conteúdo e linha educacional de avaliação do estudante. As alterações no ENEM dependerá de aprovação de verba para este ano no governo Bolsonaro.

Em sua gestão como ministro, Ricardo Vélez declarou que dará forte atenção aos fundos de investimento em educação e para o ensino privado, com o intuito de elevar a qualidade dos cursos oferecidos e, nas universidades, aprimorar a gestão de recursos para linhas de pesquisa científica e tecnológica.

Leia mais sobre a posse do novo ministro: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=72451

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*